Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Genny

ler...

Tenho por hábito de ir, durante a minha hora de almoço, até à biblioteca municipal. Adoro e sempre gostei de ler. Sinto-me bem no meio dos livros. Quando era estudante nunca escrevia com caneta nos meus livros, mas gostava de fazer apontamentos com lápis. Uma vez emprestei um livro a uma colega e devolveu-mo com imensos apontamentos feitos a caneta. Bolas!! Fiquei furibunda. O livro não era dela, deveria ter um pouco de mais respeito com as coisas dos outros. Mas voltando à biblioteca...gosto realmente de ler...devoro qualquer história que me desperte interesse, não me importa o estilo literário do autor, gosto sim, de ler a história em si. Quando descobri os livros de Paulo Coelho fiquei fascinada e já comprei vários, assim como gosto bastante de ler Miguel Torga e outros mais. Na biblioteca existe uma sala onde os livros estão expostos e tiramos, sem necessitar de ir requisitar. Neste momento tirei um livro de Margarida R. Pinto e vou lendo aos poucos. Acho as histórias dela bastantes leves e agradáveis de ler, perdoem-me o comentário tão simplório. As idas à biblioteca fazem-me bem, porque caminho um pouco, aprendo algo e acima de tudo utilizo um bem público sem ter que gastar o pouco dinheiro do meu magro ordenado. Mas, ele há sempre um mas, sabem o que me desagrada naquele espaço? O diacho do barulho que os funcionários fazem quando saem para o almoço! Saem em grupo, imaginem o barulho dos sapatos na escada (tá, não vão andar de pantufas no serviço, mas se descerem com cuidado não fazem tanto barulho!)  imaginem o barulho da conversa entre eles "tchau até já!..." "bom almoço...ah,ah,ah...Grrr !!! Aquilo é uma biblioteca , supostamente tem que existir SILÊNCIO!!

Mas pronto...gosto de lá estar na mesma, no meio daquelas páginas, no meio daquelas histórias de rir, de amor, de sonhos...