Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Genny

BOM DIA!

BOM DIA PARA TODOS!

UM ÓPTIMO DIA PARA TODOS!

Tá, já devem estar a pensar que a mulher passou-se. Não, acho que ainda não. Numa época em que anda tudo virado para o seu umbigo, numa época em que só reclamamos (ah, ah, ah), numa época em que até temos medo da nossa sombra, e já que o S.Pedro nos anda a pregar umas tantas partidas com o tempo, porque não começar a segunda feira com um optimo BOM DIA para toda a gente?

Fiquem bem e lembrem-se de viver um dia de cada vez.

não há pachorra...

Vocês têm paciência para aturar empregados engracadinhos?? EU NÂO!!!

Ontem fui a um dos grandes shopings que existem onde eu vivo. A minha tesouro pediu-me para irmos lanchar e como não podia deixar de ser, lá caímos no Mac. Começa aqui a primeira parte da comédia. Fomos atendidas por uma funcionária brasileira (não tenho nada contra eles, atenção), onde tive que pedir para falar devagar, porque não percebemos patavina do que a menina estava a dizer. Entretanto chega um colega, também brasileiro, junto dela e começou com as gracinhas sem graça. A rapariga também não achou piada e disse que continuava a atender. Então lá falou da promoção das vinhetas, tá vendo? Se levar um grande ganha mais vinhetas, percebeu? OK, OK! Lá comprá-mos e fomos comer. Começamos a tirar as vinhetas do monopólio e saiu um prémio imediato: uma bebida pequena. Como a cola era grande lógicamente que não íamos consumir a bebida e aqui é que começa a segunda parte da comédia. Dirigi-me novamente ao balcão e aparece o funcionário engraçadinho:

Eu (mostrando a vinheta) - Será que me poderia dar uma informação?

Func - Bebiba, bebida

Eu - Era só uma informação?

F - Bebida!! Qual o sabor??

Eu - já furibunda!!! - Eu so quero uma informação acerca deste prémio.

F- Qual a bebida que vai querer?

Eu  - Será que me pode ouvir? Só quero saber se posso utilizar este prémio outro dia???

F - AH! Já podia ter dito! Claro que sim

Eu com vontade de lhe apertar os colarinhos , com vontade  de o mandar para aquele sítio regressei para junto da minha tesouro. Só vos digo, decididamente não tenho pachorra para estas fantochadas. Já é dificil perceber alguns quanto mais armados em engracadinhos à frente de clientes.

 Haja paciência!!!

 

 

Sofro...

"Sofro, assim, pelo que sou,

Sofro por este chão que aos pés se me pegou,

Sofro por não poder fugir.

Sofro por ter prazer em me acusar e me exibir"

                                                                       "Poema do Silêncio" - José Régio

                                                                             21.03.2007  Dia Mundial da Poesia

 

 

Dia do Pai

Comemora-se hoje o Dia do Pai. Mas eu tenho razões para festejar todos os dias. Sei que não vais ler isto, porque como dizes não percebes nada destas modernices. Mas apeteceu-me bradar aos céus que agradeço muito que sejas meu pai. Agradeço muito que sejas meu amigo e também por seres um super avô.

Obrigada por tudo e continua assim por muitos mais anos junto de nós.

Um grande beijo PAI!

apetecia-me dançar...

Apetecia-me dançar...

Dançar ao som das lindas baladas da Barbara Streisand . Ok, sou "cota", como diz a minha tesouro, por gostar destas músicas, mas honestamente não tenho pachourra para ouvir as tendências da juventude de hoje. Apetecía-me dançar numa sala enorme iluminada por um número enorme de velas. Mas primeiro chamava a minha amiga virtual Pocahontas para ficar de prevenção a algum possível incêndio. Sentir o rosto do meu par colado ao meu e poder voar e esquecer...Esquecer a prestação, esquecer a rotina, esquecer o ordenado que tem que esticaaaar . Ouvir somente a música e fechar os olhos. Senti-la com todo o meu corpo e a minha alma.

Honestamente, mas mesmo honestamente, precisava de um momento destes...

Bem, vou continuar no meu trabalho, porque há expediente para despachar, senão o chefão daqui a pouco manda-me dançar para o meio da rua.

Raios partam a realidade!

 

Pág. 1/2