Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Genny

um dia

Lembro-me de ler um texto, no meu livro de português da terceira classe, que contava a história de um homem que tinha perdido um tesouro. A minha professora começou a perguntar à turma qual tinha sido o tesouro que o homem tinha perdido. Deste texto recordo-me que falava de pérolas e, claro está, que pensámos que era isso. Mas era uma coisa tão simples que estava escrita no final do mesmo. Aquele homem estava triste, porque tinha perdido UM DIA!

Hoje, quando falo com várias pessoas, conhecidas ou "pessoas de paragem de autocarro", a sensação que todos temos é que o tempo está a passar depressa demais.

Acordar, levantar, tomar banho, preparar, sair de casa, trabalhar, hora de almoço, trabalhar, sair, ir para casa, actividades domésticas, dormir. Meu Deus, já é manhã outra vez!!!

Neste momento sinto-me como aquele homem que perdeu um dia da vida dele. Será que estamos a vivê-lo bem? Vale a pena este corre corre desenfreado? Estamos a aproveitar todos os minutos do dia para dar um sorriso a quem mais gostamos? Estamos a aproveitar os minutos para dizer aquela pessoa que gostamos dela? Estamos a aproveitar os minutos para sermos humanos o suficiente para saber que errámos e devemos pedir desculpa?

Honestamente, acho que não. Assim vamos perdendo os dias da nossa vida. Assim vamos perdendo os dias da nossa vida, que não voltam para trás. Pérolas, há algumas. Dinheiro, há algum. Dias, só passam uma vez na nossa vida. Tanta coisa simples que podemos fazer e parar um minuto que seja para a realizar, para chegarmos ao fim do dia e dizer "Hoje vivi!"

 

dia dos namorados (oh não! mais um post!?!?)

O dia dos namorados seria perfeito se:

Tirámos um dia de férias. Fizemos questão de estar sozinhos para desfrutar o dia o mais romântico possível. Numa casa típica da serra, com a lareira acesa, a ver a neve cair lá fora. Jantámos à luz das velas, como manda o figurino. Canapés de entrada, creme de cenoura e bacalhau com natas. Um doce para sobremesa e frutos exóticos. Bebemos um licor que nos aqueceu a alma e conversamos imenso junto ao calor da lareira. Depois amamo-nos até à exaustão.

Ploft ! Que grande bola de neve levei na cara!

Senão vejamos, minhas amigas, logo à noite dá o quê, o quê? JOGO COM O BENFICA!!

Que raio de dia dos namorados!!!

Hoje é daqueles dias em que a auto-estima está lá bem no fundo do poço. Acho que estou cinzenta como o céu. A rotina da minha vida miserável faz-me doente. Miserável no sentido de não ter sal nenhum. Miserável no sentido de ser inútil. Porque és mesmo inútil. Não te convenças do contrário. Se sumisses do mapa ninguém notava a tua falta. Pelo contrário...no serviço arranjavam pessoas competentes e com boa aparência,  de que não tens NADA.

nada nada nada

inútil

Estupidamente inútil!

estou aqui!!!!

Estou aqui!

Como vos disse sou um bocado dhhaa...neste meio blogueiro. Tive que apagar o meu blog, porque fiquei presa no tempo. Saia tudo a 24 de Janeiro.

Buuááá!!! Perdi os meus posts...os comentários lindos. Shniff...sniff.

Espero que desta vez corra melhor

Desejo um óptimo fim de semana a todos vós!